segunda-feira, 15 de maio de 2006

Pela musica pimba, contra a falta de cultura pimba !!!!!

alguma vez vos passou pela cabeça traduzirem musicas de português para uma língua estrangeira, ou o contrário?
Experimentemos:
“Não consigo, ter satisfação”… – um célebre clássico dos Stones, que traduzido para língua lusa, fica uma barbaridade de horroroso.
“Lúcia no céu, com diamantes…” um pérfido atentado ao hino beatleano às drogas alucinógénicas – no contexto português, com a irmã Lúcia, a coisa assumia contornos heréticos bem mais divertidos.
Agora o contrário:
Um Marco Paulo: “wonderful hart, wonderful…”
Uma Monica Sintra: “in my bed with her, you and her, in my bedroom
Um Cid: she was born in the south, she’s more (castiça????? não dá…) and more brunette, she like’s fado and see’s bulls in the arena…

Ou ditados populares? (my neighbour’s chicken is bigger then mine – a galinha da vizinha é maior que a minha; between huspand and wife, you don’t place a spoon – entre marido e mulher não se mete a colher, os exemplos são múltiplos).

Esta lengalenga deve-se a quê: quando abri o meu Oulook Express, deparei-me com um mail da minha amiga Mena, que continha este link para irmos visitar:

http://en.wikipedia.org/wiki/Pimba

A wikipédia tenta explicar o que é a musica pimba a não portugueses, dando alguns exemplos e apresentando alguns artistas, com traduções maravilhosas de alguns clássicos de música de bailarico.
A alusão aos D’ZERT era dispensável, claramente não são pimba, mas uma boy’s band parvalhona.
Em compensação, não há referências a grandes artistas que sorvemos ansiosamente no “privado” do Lebre – que é feito do nosso Marate/Diapasão, do nosso Zé Malhoa, do nosso Marco Paulo, da Mónica Sintra, da Romana, do Cid, do Toy, do Luís Filipe Reis, e de tantos outros????

Obviamente, o imaginário popular português do visitante daquele link ficará absolutamente deficitado e, ávido que estava de conhecer a cultura popular portuguesa na sua plenitude, verá defraudados os seus anseios.
Ficará com a ideia que a musica pimba se restringe à meia dúzia de artistas que lá são referidos, sendo que alguns deles não integram sequer a creme de la creme do movimento.

Eu proponho que o nosso blog envie uma moção à wikipédia, explicando-lhe verdadeiramente o que é a cultura pimba, e acompanhada de samples de musicas de artistas verdadeiramente representativos da cultura pimba.

Adoramos pimba, com muito orgulho.
Viva a musica pimba !!!!!!!!!!!!!!

4 comentários:

PixaComXis Produxões disse...

José Cid não é pimba! É ingrato compara-lo a um Marco Paulo, Marante ou Emanuel. Cid é o Rei! Não confundir musica POP (de popular) com PIMBA!

Façamos justiça

Vigilant Side-Kick disse...

O meu amigo Antonis por vezes surpreende-me pela negativa. Deveria saber que a Wikipedia funciona no "sistema blog"- basta criares uma conta e espetas lá com um post... easy money! Por isso, sinta-se à vontade de lá ir defender a sua dama (aquilo tem até um espaço para comentários).

Agora, essa conversa do "gostamos todos de pimba" e afins... vamos com calma. Reconheço que alguns dos participantes deste tasco são clientes mais antigos e (em tempos foram)mais assíduos que eu do #3, fãs do privado e das deslocações massivas pra concertos deste tipo...mas não vamos generalizar,ok?

Pimba é lixo, e até alguem me provar o contrário através da apresentação de factos inquestionáveis, esta será sempre a minha posição sobre este assunto.

Tripeirossos disse...

Vai majé ouvir Leonel Nunes nha belha

ClaraF disse...

eu só tenho uma coisa a dizer. Este é um SENHOR

http://aventuraspelomundo.blogspot.com/2006/05/ouve-e-volta-ouvir.html