terça-feira, 23 de maio de 2006

Será o fim da ressaca?

Foi finalmente lançado em Portugal o que se diz ser a cura para todos os domingos (e também sábados) da grande maioria de frequentadores deste blog. Já tinha tido conhecimento deste "medicamento" através de um amigo, mas que eu saiba ainda não foi experimentado por ele.

"Segundo João Garcia Rolo, especialista em Medicina Interna, o suplemento é composto por dois comprimidos, um vermelho e um preto. “O primeiro, acelera o metabolismo, queimando mais rapidamente o acetaldeído, uma substância agressiva que ataca o organismo e provoca os efeitos negativos da ressaca.” O outro, à base de carvão activado, é “um mata-borrão que absorve os detritos de álcool que ficam no organismo”.

Reza a história que a fórmula foi inventada pelos russos “para os espiões tomarem enquanto bebiam com os inimigos”. Por curiosidade, João Garcia Rolo testou os efeitos práticos do KGB. “Experimentei e no dia seguinte não tinha sintomas de ressaca.” O médico garante que “tomar o suplemento não inibe a bebedeira, só evita a ressaca”. Além disso, “não existem efeitos secundários nem um aumento do consumo”.

Três comprimidos vermelhos antes de beber e três pretos no final da noite são a chave da ressaca esquecida. O suplemento está disponível por 4,95 euros nas farmácias e “não necessita de receita porque é vendido como suplemento alimentar”.

Fonte:
Correio da Manhã

21 comentários:

claricinha disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
claricinha disse...

Um verdadeiro incentivo à prática do ritual "apanhar bebedeiras todos os fins-de-semana"...Se por ventura eu andava mais calminha porque não tava pa ir pa praia toda ressacada, agora é que ninguem me pára hehehe!

Marlon Brandão disse...

Hoje é um grande dia para a prática do Halterocopismo! O milagroso, esse será celebrado e devidamente comprovado, assim tenha a oportunidade.

sassetti disse...

Já estou a ver a fila de espera nas farmácias da Ericeira...Vai ficar semenhante às filas dos hospitais do estado.

Galvas disse...

Umas perguntas pertinentes:
E quem é que - no auge da sua noite de copofonia - se vai lembrar de tomar o comprimido?
E tomando-o - estando completamente alcoolizado - saberá se deve tomar o vermelho ou preto? Ou será que são os dois? E - nessas noites em que só nos falta cair das escadas do Ouriço - se nos lembrarmos de tomar os comprimidos, saberemos como tomá-los? ou seja: vamos tomá-los com cerveja ou com vodka?
E onde? no Pão da Vila? Na ambulância?
As coisas não podem ser feitas de ânimo leve, meus amigos.

PixaComXis Produxões disse...

A sequencia é a seguinte, tomas os vermelhos (se não estou em erro) antes de beber copos, logo em casa, e os pretos dps dos copos todos. o Truque vai ser deixar na mesa de cabeceira junto ao copo que mais tarde servirá para as nossas dentaduras..

antónis disse...

eu cá não alinho nesta onda: encaro a ressaca como um trofeu, que conquistei a golos de Super-Bock. Essa história de não fazer mal tem agua no bico de certeza, como tinha o guronsan (autentico pontapé hepático) o getup and go, e outros afins. quem se embebeda sabe ao que se sujeita, e deve encará-la de frente, qual forcado: ou aguenta, ou come o pelo do cão, e bebe uma jola para compensar. as mesinhas alternativas ainda considero aceitaveis, porque não dissipam a ressaca, ela está lá, mas menos sofrida. receita de veterano: duche frio ao acordar (sofre-se 10 segundos, o resto do banho sabe pela vida) refeição de jeito (leve, evitar fritos e condimentos), aspegic 1000 (2 sacolas), uma garrafa de isostar (fresh, o mais fresca possivel) para a praia (café seria bom de evitar, porque acelera a ressaca. mas em compensação tira a sensação de dormência e provoca a ida ao trono, que é sempre retemperadora...)e banho de mar, de preferência longo. actividade fisica na praia faz optimamente, mas é preciso coragem para fazê-la quando está muito calor. se anteceder o longo banho, a ressaca leva um sério revés. das medidas que referi, aparte a toma do aspegic, nada estraga o organismo, coisa que duvido nesse suposto "milagre" para os borrachões. mas não fecho totalmente a porta a exprimentar, ao menos para saber o que faz.

Tripeirossos disse...

Isso é para meninos...quem beber tem que levar com as consequências, não sejam batoteiros!!!

sornas disse...

Será que é desta que vou voltar às minhas Super Bock?!!!
Até estou comovida :´(

PixaComXis Produxões disse...

Como cantou o António Variações "Toma o comprimido que isso passa..." quem não tomar "o corpo é que paga"

Luijinho disse...

Antonis, isto não é o blog de sanita... Era escusado referires a ida ao trono.

HR/JD disse...

Será por isso anunciam, em outdoors,a chegada do KGB a Portugal?

claricinha disse...

O nosso amigo vlf utiliza um método anti-ressaca eficaz, mas um pouco mais complexo do que a toma de comprimidos vermelhos e pretos, se calhar vais mudar de método, nao?

Foka_bock disse...

Tenho uma certa renitência relativamente ao uso deste sistema de serviço secreto. Não me parece que haja eliminação total do álcool sem prejudicar o organismo. De qq maneira permite-nos, em situações de excepção, embubadarmo-nos antes de uma ida matinal importante a qq lado. Nesse caso experimentarei, com certeza...

sassetti disse...

Grandes meninos estão cheios de medo dos comprimidos,isto não é o comprimido azul,esse se falha é que é uma merda...Este é ressaca, qual é a novidade???

Galvas disse...

AAAhhhhhh!!!!!!!!! Táva a ver que o blog tinha ido com os porcos. para os espigueiros, que não estiveram na net, é só para avisar que ele esteve apagadiço durante dois dias. até mai logo.

PixaComXis Produxões disse...

O blog foi a espiga, por isso não dava para ver :-). Realmente não sei o que se passou, tive de fazer um post novo, que depois apaguei, para reavivar o blog. Mai logo ponho algumas fotos da noite/dia da espiga

Vasco disse...

Amigos, para evitar a ressaca o que interessa é fazer o acetaldeído sair do nosso corpinho o mai rápido possível. Nós somos lentinhos a metabolizá-lo, por isso podemos ir buscar ajuda a outras substâncias, sem que isso me mereça qualquer cepticismo quanto à genuinidade da bebedeira, o dos rituais que lhe estão associados. A cisteína faz um muito bom papel a metabolizar essa coisa ruim que é o acetaldeído, e melhor ainda se estiver ajudada por vitamina C, vulgo ácido ascórbico, para manter um ambiente redutor.

A cisteína pode encontrar-se em vários medicamentos, entre os quais o fluimucil na versão acetil-cisteína.

As dosagens, pelo que resultou da minha investigação há uns tempos atrás situar-se-ão nos 200mg de cisteína acompanhada por 600mg de vitamina C. Isto, grosso modo, por cada dose bem servida de bebida, digamos, um vodka.

Em comprimidos era o ideal, mas o fluimucil 200mg, que é um expectorante salvo erro, vende-se em saquetas, o que não dá muito jeito para tomar a meio da noite...

Também funciona, e se calhar sai mais barato, mas é como o outro senhor grande e gordo diz: é mais para quando há compromissos na manhã seguinte.

Luijinho disse...

Obriagado Dôtori Vlf!!!

Foka_bock disse...

é pena é que ainda não haja o mesmo sistema para combater a imbecilidade... 3 comprimidos antes de abrir a boca e 3 depois...

Vasco disse...

Já há. Chama-se par de estalos.